Arte & Blockchain: Entrevista com o co-fundador da HOFA Gallery

Por:
em nov 16, 2022
Listen to this article
  • A HOFA Gallery lançou o primeiro DAO de Londres para colecionadores de arte
  • HOFA diz que propriedade fracionada e a participação nos lucros são algumas das vantagens que o DAO oferece
  • Entrevistamos o cofundador Elio d'Anna sobre o lançamento, vantagens do blockchain, NFTs e muito mais

Tem sido uma semana louca para as notícias sobre criptomoedas, já que uma das maiores exchanges do mundo, a FTX, entrou abruptamente com pedido de falência após revelações sobre a apropriação indevida de ativos de clientes.

Este é, sem dúvida, um golpe substancial para a reputação da criptomoeda. No entanto, ainda há inovação no espaço, com pessoas promovendo a tecnologia blockchain afim de romper todos os setores que puderem.

Procurando por notícias rápidas, dicas quentes e análises de mercado? Inscreva-se para a newsletter Invezz, hoje.

Isso se estende à arte, onde os NFTs lançaram uma chave empolgante nos trabalhos. Os NFTs explodiram durante o boom da pandemia, com várias vendas acumulando milhões e milhões de dólares. Desde então, o espaço recuou, mas a tecnologia ainda intriga muita gente. Isso inclui a HOFA Gallery, que lançou recentemente o primeiro DAO de Londres para colecionadores de arte.

Entrevistei o co-fundador da HOFA Gallery, Elio D’Anna, para descobrir exatamente o que isso significa, quais benefícios o blockchain oferece e como o sentimento na indústria está diferente hoje em dia, em comparação com o boom do ano passado.

Invezz (IZ): Você pode explicar o que é esse DAO em termos muito simples?

Elio D’Anna (EDA): O O programa de associação HOFA DAO é um ecossistema descentralizado que conduz coletivamente as obras de 100 dos principais artistas contemporâneos, criadores digitais influentes e colecionadores. O DAO será governado por seus membros, fornecendo direitos de voto para artistas e colecionadores em futuras aquisições por meio de drops de associação NFT e por meio de seu token de governança: ARTEM Coin.

IZ: Que benefícios um DAO tem aqui, ao contrário de ter um sindicato semelhante do qual alguém poderia comprar, mas não domiciliado no blockchain?

EDA: O DAO oferecerá governança e direitos de voto nas aquisições de arte DAO por meio de um programa de associação que concederá propriedade fracionada de todo o portfólio de arte, proporcionando aos nossos membros uma conexão exclusiva com cada um dos 100 artistas pertencentes à coleção.

Além disso, o portfólio será exibido ativamente em exposições exclusivas nas principais feiras de arte em todo o mundo (ART MIAMI, KIAF SEUL, ISTANBUL CONTEMPORARY, ART DUBAI etc.) e periodicamente em cada local da HOFA Gallery.

O DAO também oferece uma forma altamente eficiente de participação nos lucros. Graças à adesão à blockchain, artistas e patronos poderão se beneficiar instantaneamente das vendas do portfólio por meio da tecnologia de contrato inteligente.

Além disso, o DAO se beneficiará da plataforma educacional da HOFA Gallery, oferecendo um programa Learn To Earn (L2E) com recompensas adicionais.

IZ: Você acredita que um grupo demográfico mais amplo será alcançado como resultado da propriedade fracionada que um DAO pode oferecer?

EDA: Por meio do DAO, seremos capazes de atingir um público mais amplo, envolvendo um grupo demográfico mais jovem com um poder de compra de baixo a médio. Este método potencialmente ajudaria e aumentaria o número de indivíduos que colecionam arte contemporânea, já que a faixa média atual para uma obra colecionável varia entre £ 5.000 e £ 50.000. A propriedade fracionada é, portanto, a solução pretendida para democratizar um mercado historicamente exclusivo para um número seleto de pessoas.

IZ: Qual é a atitude geral na indústria – de galerias de arte tradicionais, investidores e outras partes interessadas – em relação a NFTs e outros projetos de arte relacionados ao blockchain, como este DAO?

EDA: A postura da HOFA Gallery em relação ao Metaverso permanece inalterada: preencher a lacuna entre o mundo das belas artes e a nova arte generativa e digital. Desde o estabelecimento de sua plataforma digital em 2018, a galeria aceita criptomoedas e é reconhecida como um dos principais catalisadores para o fomento e comercialização da arte digital.

IZ: É intimidador lançar o DAO agora, considerando o que aconteceu no mercado NFT mais amplo no ano passado?

EDA: Existe um risco persistente devido à natureza intimidadora do mercado, no entanto, é essa mesma condição que solidificou a importância das criptomoedas e NFTs para gerar oportunidades para indivíduos dentro da comunidade.

Nossa confiança também vem de nosso ambiente de galeria estabelecido com sucesso, com a adição do lançamento do HOFA.io ao longo dos últimos dois anos, bem como da formação da ‘Kreation’, o que nos permite acreditar que estamos perfeitamente equipados para prosperar independentemente das condições do mercado.

IZ: Você tem outros planos de avançar ainda mais no mundo da arte/blockchain?

EDA: Esperamos nos tornar parte integrante do setor, consolidando-nos ainda mais na comunidade criptográfica. Nossos esforços continuarão priorizando e mantendo o foco em nossos artistas e colecionadores, garantindo um serviço de elite para ambos, simultaneamente.

Invista em cripto, ações, ETF e muito mais com a nossa corretora preferida, eToro

10/10
67% of retail CFD accounts lose money