Petróleo sobe 4% em meio a planos da UE de banir petróleo russo

Por:
em maio 4, 2022
  • Os preços do petróleo subiram mais de 4% na quarta-feira, com o Brent atingindo máximas de US$ 109,30 o barril
  • A presidente da Comissão Europeia disse que a UE vai impor uma 'proibição completa' de todo o petróleo russo
  • Os preços do petróleo flutuaram fortemente desde a turbulência geopolítica exacerbada pela invasão da Ucrânia

Os preços do petróleo subiram na manhã de quarta-feira, com o mercado reagindo aos últimos planos da União Européia (UE) sobre o petróleo russo.

Desde o início da guerra Ucrânia-Rússia, uma das principais incertezas (em meio a sanções mais duras) tem sido a eventual decisão da UE sobre as importações de petróleo e gás russos.

Procurando por notícias rápidas, dicas quentes e análises de mercado? Inscreva-se para a newsletter Invezz, hoje.

Hoje, a Comissão Europeia disse que é hora de proibir completamente todas as importações de petróleo, um movimento que resultou em um aumento nos preços do petróleo.

Perspectivas do preço do petróleo hoje

Os preços do petróleo flutuaram fortemente nos últimos meses, com turbulência geopolítica e outros fatores de demanda no centro das oscilações.

Na quarta-feira, o petróleo Brent (referência internacional) subiu US$ 4,66, ou 4,55%, a US$ 109,30 o barril. Os futuros de petróleo do West Texas Intermediate (WTI) subiram 4,5%, adicionando US$ 4,42 a US$ 106,90 por barril.

UE vai proibir importações de petróleo da Rússia

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, em um discurso ao Parlamento Europeu, delineou uma abordagem de eliminação gradual que deve fazer com que a UE proíba as importações de petróleo da Rússia.

Segundo ela, não será fácil implementar uma “proibição completa de importação de todo o petróleo russo”. Mas tem que ser feito, ela observou.

Sejamos claros: não será fácil. Alguns Estados-Membros dependem fortemente do petróleo russo. Mas nós simplesmente temos que trabalhar nisso. Propomos agora a proibição do petróleo russo. Esta será uma proibição completa de importação de todo o petróleo russo, marítimo e oleoduto, bruto e refinado.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen

Von der Leyen disse que o embargo envolveria cortes graduais nas importações de petróleo dentro de seis meses. Além disso, ela gostaria que a importação de derivados de petróleo refinados da Rússia fosse eliminada até o final de 2022.

A medida, segundo o presidente da CE, visa maximizar a pressão sobre a Rússia e, ao mesmo tempo, limitar o impacto na economia da UE.

Invista em cripto, ações, ETFs e mais em minutos com nossa corretora favorita eToro

10/10
67% of retail CFD accounts lose money